Terminei meu casamento. Como pagar as despesas da casa sozinha?

Nos acompanhe em tempo real:
Compartilhe nas redes sociais:
02/02/2021 18h59
0 Comentários

Você se divorciou e está com muita dúvida se vai conseguir pagar as contas do mês, principalmente no ítem relativo à "moradia"? Você continua na sua casa e o parceiro se mudou ou foi você que trocou de endereço? Não importa. Se o relacionamento acabou, se o parceiro foi ou ficou, o que interessa é apenas uma coisa: agora é você e sua casa. E o melhor nessa hora é fazer uma faxina para se desapegar do que não é mais necessário ou daquilo que traz lembranças da união. Jogar fora objetos e fotos - ou guardá-los em uma caixa bem longe do seu campo de visão - pode fazer bem. Mas um dos fatores que mais preocupa nessa fase da separação é como assumir os gastos com a casa sozinha. Não é simples.

Faça uma lista de todas as despesas com a moradia. Aluguel, condomínio, energia elétrica, água, IPTU. Se perceber que não conseguirá arcar com isso tudo - até porque o seu marido contribuia com o pagamento - e não tem reserva financeira para se refazer e começar a ter a sua independência financeira, vá morar com seus pais, com amigos ou até com familiares. Não tenha vergonha de pedir ajuda.

Calma, será por tempo limitado, se você fizer bem a lição de casa. Difícil pensar nisso? Sim, mas é melhor seguir esta instrução, aproveitar o momento e guardar dinheiro para o retorno de sua vida solo mais adiante, pois se assim não fizer poderá assumir mais e mais despesas e até dívidas e deixar a sua vida financeira virar uma bola de neve.

Pense assim: não estou regredindo, estou apenas agindo pela razão. Dentro em breve terei o meu cantinho para viver, sem ter que compartilhar o espaço com outras pessoas. Aproveite para fazer o seu planejamento financeiro baseado na sua vida atual, esqueça suas finanças de antes, pense de agora em diante como fará para gerir sozinha o seu dinheiro.

Pode ser que você fique um pouco triste. Afinal, é muito bom ter liberdade para decorar sua casa, poder ter espaço para receber os amigos, mas se não dá, o jeito é adaptar-se às novas circunstâncias. O importante é ter foco na administração das finanças. Depois que tudo isso passar e você estiver com dinheiro e independência financeira, vai ficar muito feliz!

Se você precisa de ajuda e orientação sobre esta e outras questões, lembre-se do Idivorciei, que conta com vários serviços e orientações de especialistas em dez áreas prioritárias: saúde emocional, assessoria financeira, assessoria jurídica, carreira profissional, cursos, moradia, bem-estar, viagens, compras e relacionamentos. Assim, pode ser mais fácil, ou menos doloroso, virar a página e recomeçar.

Força, coragem! Você pode mais do que imagina!

* Pedro Braggio é educador e terapeuta financeiro, colaborador do site Idivorciei (https://www.idivorciei.com.br).

 

 

Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

0 Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
Caracteres restantes: 700
 
  • Nenhum comentário publicado.