Campanha apoiada pela PM, “Para sempre Felipe” realizada entrega de donativos na capital

Nos acompanhe em tempo real:
Compartilhe nas redes sociais:
17/08/2019 21h57
0 Comentários

Uma campanha mobilizada a partir de um momento de perda de um filho, para um casal, acabou se transformando em ajuda à pessoas necessitadas. Com esse propósito, a campanha “Pra sempre Felipe – transformando a dor em amor” arrecadou donativos na capital e realizou as entregas hoje, 17, na parte da manhã, para entidades assistenciais .

O soldado da PM, Ezequiel Candido de Oliveira e sua esposa, Luana Paula Feitosa, resolveram homenagear o pequeno Felipe Canoli, filho deles que nasceu prematuro no ano passado e ficou internado por 66 dias em um hospital de Palmas, com um projeto de cunho filantrópico que destinará doações a pessoas carentes e instituições de caridade. A Polícia Militar do Tocantins abraçou a nobre causa, e também entrou nessa corrente para manter viva a história de luta do Felipe e espalhar o bem.
 

Além de receber doações de alimentos, roupas, calçados, fraldas descartáveis e itens para rifas, o projeto também incentiva também a doação de sangue. Quando estava internado, Felipe precisou passar por transfusões de sangue, e isso comoveu os pais para a carência que os hemocentros enfrentam.
 

Na entrega dos materiais, a família de Ezequiel e Luana também estiveram presentes. Os locais de entrega foram a ABAVI – Associação Beneficente de Assistência à Vida, na quadra 409 Norte, Creche Sonho de Criança, Igreja Cristã Evangélica, na quadra 201 sul -  e Projeto Sementinhas do Amor, no Aureny III. Neste último local, a entrega contou com a presença da PM, através de uma viatura Policial Militar. No local, crianças em situação de vulnerabilidade e risco são atendidas pelo projeto e puderam ter um contato mais próximo com a PM, conhecendo a viatura policial, os equipamentos utilizados pelos policiais e ainda puderam acionar os dispositivos de sirene e giroflex do veículo.

 

Nas palavras do Soldado Ezequiel, todos os projetos sociais desenvolvidos estão de parabéns, pois contém pessoas que se dedicam a ajudar o próximo. Atualmente “vivemos alheio ao sofrimento dos outros. Conhecer essa doação de amor é exemplo e motiva as pessoas a ajudarem os outros também”. Em cada lugar visitado, o projeto pode perceber que organização e dedicação são pilares para a manutenção das ajudas. Finalizou destacando que o projeto saiu fortalecido, pois “recebemos muitas ajudas e hoje isso reflete em nossa ajuda a quem precisa. Os projetos conhecidos hoje também transformam a dor em amor”, finalizou.

 

Para uma das coordenadoras do Projeto Sementinhas do amor, Adriele da Silva, as doações são necessárias e alavancam o projeto para atender mais crianças em situação de vulnerabilidade. Segundo ela, para Ezequiel e Luana, pais do Felipe, a “criança é um anjo e vai para interceder pelos outros. Felipe semeou a boa ação no coração dos pais, de forma tão simples, que motivou estes a empreender no bem. Isso é sinal de que a missão de Felipe foi cumprida aqui na terra. É por isso que ele agora está nos braços do Pai, finalizou.

 

Para o comandante geral, “A Polícia Militar é uma instituição voltada para a manutenção da ordem e segurança, e por consequência, valorizamos as famílias. O gesto que essa família teve em meio a tanto sofrimento, serve de exemplo para nós, tanto como agentes públicos, quanto como cidadãos, para ações altruístas. Não só abraçamos a causa, quanto nos colocamos a disposição para ajudar no que estiver ao nosso alcance”, destacou o comandante geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa. 

 

Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

0 Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
Caracteres restantes: 700
 
  • Nenhum comentário publicado.